Curso e Workshop sobre Desertificação em Luanda

Local: Luanda, Angola

Datas: 16 e 17 de Junho 2008

Responsável pelo Projecto: Amílcar Soares

 


Objectivos:

O principal objectivo na realização destes eventos foi a divulgação dos fenómenos de desertificação e seca – causas e consequências –, no mundo e em particular em Angola. Pretendeu–se ainda sensibilizar e formar decisores e técnicos superiores de serviços públicos e organizações sem fins lucrativos, e a sociedade civil em geral, que trabalham em áreas em que a desertificação, a seca e as alterações climáticas têm um papel crucial na qualidade de vida das populações. O objectivo foi agregar todos os sectores, civis, de decisão e militares da sociedade num debate alargado sobre a experiência angolana nesta questão.

Descrição do Projecto:

Curso de Formação Avançada

O Curso de Formação Avançada realizou–se no Auditório Central da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto, Luanda, que gentilmente cedeu o espaço.
O objectivo foi dotar técnicos e organizações sem fins lucrativos de ferramentas de observação, análise e avaliação quantitativa de recursos naturais e ambientais. Com este curso pretendeu–se apresentar os fundamentos da geoestatística para a caracterização de recursos naturais, como o clima, os solos, a água e vegetação que são indicadores dos fenómenos da desertificação e seca.

O Curso foi leccionado pelo Prof. Amílcar Soares do Instituto Superior Técnico/Universidade Técnica de Lisboa, e membro da SiW. O Prof. Soares é docente de cursos internacionais de curta duração de geoestatística aplicada às ciências da Terra e do Ambiente, e autor do livro de referência “Geoestatística para as Ciências da Terra e do Ambiente”, 2006, IST Press 2ª ed., e é editor de 4 livros de geoestatística aplicada ao Ambiente (Springer ed). Finalmente, é coordenador de vários projectos de investigação internacionais, e Presidente do CERENA – Centro de Recursos Naturais e Ambiente do IST, Presidente do INESRE – Instituto Estudos Superiores de Recursos Naturais e chairman da ROADS – Rede para Observação e Análise da Desertificação e Seca.

Do programa do Curso constavam as metodologias de análise exploratória de dados; análise de padrões espaciais de fenómenos físicos; modelos de recursos naturais; inferência espacial de grandezas ligadas aos recursos naturais (água, solos e vegetação); avaliação e simulação de cenários críticos.

Participaram 35 pessoas no Curso, na sua maioria estudantes e professores da Universidade Agostinho Neto. Os restantes participantes eram técnicos oriundos do Ministério do Urbanismo e Ambiente (MINUA), Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural (MINADER), Instituto de Investigação Pesqueira (INIP), ONG MIFRO, ONG AJAC, ONG ADRA, Universidade de Belas e Comissão Nacional de Protecção Civil/Ministério do Interior (MININT).

Lista de Participantes ao Curso de Formação Avançada:

Workshop

O Workshop realizou‐se na sala Esmeralda do Hotel Alvalade em Luanda. Realizado no Dia Mundial do Combate à Desertificação das UN, o objectivo deste workshop foi levar a debate os impactos que este fenómeno tem nos meios de vida das populações no Mundo, em África e em particular em Angola, apontando o que está a ser realizado para assegurar a protecção civil, bem como no domínio da segurança alimentar, numa altura em que a crise alimentar mundial é uma questão premente.

O Workshop destinou‐se a decisores e técnicos superiores de serviços públicos e organizações sem fins lucrativos envolvidos nesta temática.
A abertura do Workshop foi feita pelo Presidente do Conselho de Administração da SINFIC, Eng. Fernando Santos, e contou com a presença de vários palestrantes convidados.
Em cada dos tópicos foram apresentados casos de estudo de aplicação das metodologias e ferramentas geoestatísticas.

Participaram 74 pessoas no Workshop, na sua maioria grande técnicos de Ministérios, Institutos e ONG’s, nomeadamente do MINUA, MINADER, MINCUL, INOTU, INIP, INAMET, todos os ramos das Forças Armadas Angolanas, Instituto Geográfico e Cadastral de Angola, Instituto de Desenvolvimento Florestal, Direcção Nacional de Recursos Naturais, Direcção Nacional de Ambiente, Instituto de Investigação Agronómica, Instituto Geológico de Angola, Direcção Nacional de Desenvolvimento Rural, Direcção de Protecção do Ambiente do Ministério dos Petróleos, ADRA, AJAC, Direcção Nacional de Águas, Empresa Nacional de Energia, UAN, Universidade de Belas, Universidade Independente, entre muitos outros.

Lista de Participantes ao Workshop:

Conclusões:

A aderência e interesse da comunidade excederam sobre maneira as expectativas dos organizadores, o que foi interpretado como resultante fundamentalmente de três factores: a divulgação eficaz dos eventos; a qualidade técnica do formador e palestrantes; e, principalmente, o verdadeiro interesse e sensibilização dos diversos sectores da sociedade Angolana para estes temas.

Os organizadores esperam vir a realizar outros eventos similares no futuro, com o intuito de sensibilização para as questões da desertificação, seca e alterações climáticas, e criar uma rede de especialistas com responsabilidades efectivas nestas áreas, que possam beneficiar dos conhecimentos adquiridos nas experiências dos diferentes actores. Esperam ainda, alargar estes eventos a actores de outros países, principalmente dos países da CPLP.


Equipa:


A iniciativa da organização destes eventos partiu da SINFIC, e contou com o apoio da SiW e ADRA, nas pessoas do Prof. Amílcar Soares e Dr. Sérgio Calundungo, respectivamente.

Para além dos organizadores, estes eventos contaram ainda com o apoio do Ponto Focal da UNCCD para Angola, Dr. João Vintém, Director Nacional do Ambiente do Ministério do Urbanismo e Ambiente de Angola, em termos de divulgação e participação, bem como da coordenadora do Projecto TCP FAO de Combate à Desertificação para a CPLP, Dra. Denise Lima, e do Ponto Focal Adjunto de Portugal da UNCCD, Dr. Lúcio do Rosário, que apoiaram a divulgação.


Financiamento:

Em Luanda foram ministrados dois cursos distintos para públicos alvo igualmente distintos. O primeiro curso dirigido ao sector privado e aberto apenas à frequência perante o pagamento de uma taxa de inscrição, permitiu co-financiar o segundo curso (este sob a égide da SiW) que teve lugar apenas a formandos cuja actividade se enquadrava no interesse público.

voltar

A SiW agradece o patrocínio de:

ernst young edp spirituc

fct

Logo Conceito logo FANQ crossmedia LogoBDO
Joomla templates by a4joomla